segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

Viaje pra Dentro - O Equilibrista

Há um tempo eu comecei a ver a vida como um equilibrista de pratos. Sabe, como esse da imagem, sabe?


Cada prato representa uma área da vida: pessoal, relacionamento, profissional, saúde, etc... Se a gente dá muita atenção para um prato, inevitavelmente algum prato tende a cair. Então a gente vive incessantemente como um equilibrista. E essa analogia tem tudo a ver, né? Porque a vida só da certo se existe equilíbrio. Pode ver, onde existe muito excesso ou muita falta, existe um problema.

Mas, é tão complicado manter esse equilíbrio, não é mesmo? Parece que, sempre que uma área da nossa vida vai muito bem, outra desmorona.



Aí eu me pergunto: então não tem como se sentir plenamente feliz e satisfeito?

Acho que é aqui onde entra o autoconhecimento e o desapego. Saber o que é equilíbrio e necessário na nossa vida. As vezes a gente tenta girar pratos que não são nossos. Tenta girar pratos de uma realidade que não combina com a gente. Para manter um nível social que não se adequa com o que a gente é, manter um relacionamento que não é mais pra ser, um trabalho que não combina com nosso propósito, comprar coisas que a gente não precisa, e por aí vai.

Quando a gente passa a tentar nos conhecer, a nos desvendar, começamos a ver que tentamos girar pratos que não condizem com nossa realidade e, as vezes, desprendemos de uma quantidade excessiva de energia pra manter girando um prato que nem nos faz feliz. Mas, estamos tão acostumados, tão apegados a ele, que giramos eles mesmo assim.

Talvez, se a gente começasse a observar esses pratos, pudesse fazer um Detox na nossa vida.

Quais pratos estamos girando sem necessidade e, por esse motivo, não damos o devido valor para aqueles pratos que tanto precisam de nossa atenção?

Para esse exercício você pode utilizar como base a sua roda da vida (saiba mais aqui). Verifique quais pontos da sua vida estão em desequilíbrio. E para cada "prato" faça uma lista do que tem que ficar e o que você precisa deixar ir.

Outra coisa que pode nos ajudar é a meditação (saiba mais aqui), porque muitas vezes a gente nem sabe do desequilíbrio, nem sabe identificar o que não nos serve mais.

Lembra daquela lista que a gente fez lá na primeira temporada (saiba mais aqui) sobre coisas que a gente gosta e não gosta. Veja no seu dia, o que você faz para chegar mais perto daquilo que gosta e coisas que você teima em fazer e que não tem nada a ver com você.

Quando eu comecei a escrever sobre esse assunto, escrevi o primeiro paragrafo e pensei: não tenho tanto assunto assim para falar sobre esse tema, e aí, um leque de assuntos que até então estavam bagunçados na minha mente começaram a se encaixar. Por isso que eu adoro compartilhar aqui com vocês meus degrauzinhos em busca do auto-desenvolvimento.

Vocês me ajudam, sério mesmo hehe.

Um beijo e até o próximo episódio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...