segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Viaje pra Dentro - Dieta Emocional

Dieta emocional? Como assim? Uma vez me disseram que existem dois tipos de comida: a comida primária e a comida secundária. Quando me perguntaram o que eu achava que era comida primária, eu prontamente respondi: Ah, comida básica, né? Arroz, feijão...



Mas, não era nada disso. Isso que a gente entende como "comida", na verdade é a comida secundária e, qualidade com a qual nos alimentamos da comida secundária depende muito de como estamos nos alimentando da comida primária.

E o que é isso?

Comida primária: relacionamento saudável com família e amigos, satisfeito com trabalho/carreira, praticar atividade física regularmente, dormir bem, respirar, praticar a espiritualidade (conexão com você, com o outro, com um ser superior independente de religião).



Quando esses pilares não estão alinhados, nós acabamos descontando na comida secundária e isso vai gerando vários tipos de desequilíbrios.

Por exemplo, quando a gente está descontente com o trabalho, não vê a hora de dar 18h, chega em casa e come um bolo inteiro com a desculpa de que você merece.

Comida secundária é o que a gente entende por comida mesmo.

Uma grande verdade na qual eu acredito demais é que todo excesso é uma falta. Se a gente come demais, dorme demais, sexo em excesso, drogas, fica demais no celular. Até alguns hábitos que parecem saudáveis, mas, em excesso podem caracterizar desequilíbrio como, por exemplo, uma pessoa que corre demais todos dias, será que ela não está correndo para fugir de alguma coisa que não quer encarar?

Então, antes de ficar se culpando por aquela escorregada na dieta ou naquele sono sem fim, pense na sua comida primária. Ela está equilibrada? O que você pode fazer hoje para ficar um pouco mais equilibrada? Como amar o trabalho atual ou como se capacitar para mudar de área? Como sair de um relacionamento abusivo? Tirar um tempo pra você, se cuidar, respirar, meditar, tomar mais água.

Outra coisa que a gente desaprendeu com o tempo foi nutrir nosso corpo. A gente está tão preocupado em nos encher de comida que não pensa se elas estão realmente nutrindo nossas células. Quando você nutre de verdade seu corpo, você sente menos fome, ganha um UP na sua energia, seu cérebro funciona melhor, você fica com um bom humor, tudo vai bem. Experimente prestar mais atenção no que você está colocando pra dentro do seu corpo.

E, acima de tudo, seja grato, se conecte com sua espiritualidade. Não estou falando em religião aqui. Mas, deve ter alguma coisa em que você acredita que vai além da matéria. Seja ela a energia do universo, o amor, Deus ou o que for.

Como exercício da semana, veja quais excessos você anda cometendo. Anote. Agora, faça uma lista com das comidas primárias e dê uma nota de 0 a 10 para cada uma delas e encontre o desequilíbrio que pode estar causando esses excessos que vem te prejudicando. E, por fim, faça uma lista de pequenas atitudes que você pode começar a fazer hoje para diminuir ou eliminar esse desequilíbrio e, automaticamente seus excessos vão ser amenizados.

Nosso corpo é uma obra perfeita e fala com a gente, a gente só precisa prestar atenção.

Um beijo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...