quinta-feira, 12 de julho de 2018

Medicina Ayurvedica e a Rotina Diária

Você já ouviu falar em Ayurveda? Ou a medicina milenar chinesa? Oi? Então vai ficar chocado em saber que ela é a base da nossa medicina moderna. Foi desenvolvida à pelo menos 7 mil anos e, mesmo depois da popularização da medicina ocidental, ainda tem muitos adeptos.

Ayurveda, vem do sânscrito e significa “Ciência da Vida” é originário da Índia e se desenvolveu em base à observação profunda da natureza como um todo. Usa métodos naturais para buscar o reequilíbrio do corpo humano e suas ações fisiológicas - é através da alimentação, com o uso de ervas, óleos essenciais, condimentos e as relações destes com as características de cada pessoa, os doshas, que a ayurveda ajuda nosso organismo a buscar uma forma mais saudável de estar, sanando de passo uma série de desequilíbrios, nutricionais, orgânicos, fisiológicos, que podem causar doenças ao longo do tempo.

Na tradição oriental a maior sabedoria vem de Buda que ensinou o caminho do meio, ou seja, moderação é a trilha para a saúde, longevidade e equilíbrio. Quanto mais vivemos em desarmonia com nossa natureza menos podemos esperar em termos de obtenção de saúde, seja lá por qual método for. Esta é a beleza do Ayurveda, que dá a cada um de nós o conhecimento e o significado de viver em harmonia.

Princípios básicos que devem nortear o comportamento humano, em busca da saúde, equilíbrio e propósito:

1) Não matar qualquer tipo de forma de vida animal
2) Não roubar
3) Não ter conduta sexual imprópria
4) Não mentir
5) Não consumir álcool



Ela ensina que antes de pensarmos em uma alimentação adequada devemos avaliar a nossa digestão, pois sem uma digestão competente os alimentos não serão metabolizados e absorvidos com o objetivo de nutrir os tecidos e órgãos internos. Os médicos ayurvedicos constantemente afirmam: “digestão é mais importante que alimentação”.

E quem comanda a digestão é o Agni (fogo digestivo), e tudo depende da predominância dos Doshas: Vata (ar e espaço), Pitta (fogo e água) ou Kapha (água e terra). Para saber o seu dosha, existem vários testes na internet. Com ele você vai saber o que fazer para se equilibrar, pois existem certos comportamentos e alimentos que desequilibram os Doshas. E isso explica muitas coisas.

Quando o Agni (fogo digestivo) não está funcionando bem, acomete a  má digestão e forma toxinas (Ama) no tubo digestivo. Estas toxinas podem “ transbordar” e acometer os tecidos orgânicos gerando muitas doenças de difícil tratamento, como câncer. O Ayurveda afirma que existem sintomas para identificar o aumento de Ama: sensação de peso, fadiga, preguiça, fraqueza, salivação, má digestão, falta de apetite, flatulência (gases), constipação, obstrução dos canais e uma língua com cobertura espessa, pegajosa e gordurosa.

Como melhorar o Agni e evitar a formação de Ama: 

1. chá de gengibre fresco com 5 gotas de limão e sal marinho antes das refeições,
2. evitar beber líquidos gelados e excesso de cafeína (café, chá preto, refrigerantes, mate, chocolate, guaraná e chá verde),
3. somente comer quando estiver com fome,
4. adicionar uma pequena quantidade de ghee (manteiga clarificada) aos alimentos,
5. optar por uma dieta simples, natural, da mesma estação e região que nós vivemos,
6. caminhar antes das refeições,
7. alimentar-se em silencio, com calma, mastigando bem os alimentos,
8. utilizar condimentos moderadamente nas refeições (gengibre fresco, pimenta do reino)
9. após as refeições utilizar chá de erva doce ( Foeniculum vulgaris) que é digestivo.

Após melhorarmos o nosso Agni (fogo digestivo) estamos prontos para optarmos por uma dieta equilibrada.

A alimentação deve ser variada, natural, cozida, oleosa ( evitar refeições secas sem umidade) apresentando os 6 sabores: adocicado, amargo, salgado, picante, adstringente e ácido. E no caso de desequilíbrio dos Doshas a recomendação é utilizar as qualidades contrárias:

- Vata ( ar e espaço) é leve, frio e seco a dieta é nutridora, quente e oleosa, deve usar gergelim
- Pitta ( fogo e água) é quente, médio e um pouco oleoso logo a alimentação deve ser refrescante, nutridora e um pouco seca. Pode utilizar o ghee ( manteiga clarificada)
- Kapha ( agua e terra) que é pesado, oleoso e frio, logo a dieta deve ter as qualidades seca, leve e quente. Tem indicação do mel de abelhas.

O Ayurveda tem como objetivo equilibrar os humores para neutralizar o processo de formação das doenças. Não é, como a medicina ocidental, uma questão de classificação da doença ou identificação do agente patogênico. O Ayurveda coloca maior ênfase na raiz da doença, que é tratada através da harmonização dos Doshas.

O processo curativo do Ayurveda envolve:

1. Alimentação
2. Fitoterapia ( uso de plantas medicinais)
3. Massagem
4. Rotina diária (Dinacharya)
5. Yoga
6. Meditação

Doshas

É o nome que a ayurveda dá àquilo que diferencia cada ser humano, único, íntegro e divino. Segundo esta ciência, nós somos compostos, assim como todos os organismos vivos da Terra, de alguns elementos (fogo, terra, água, ar e espaço) primordiais e, o que nos diferencia é a porcentagem de cada um destes no nosso organismo. É isso que define o que cada ser é.


Existem três formas básicas de classificar uma pessoa, os doshas pitta, kapha e vata. O elemento, dosha, predominante é aquele que define a sua constituição física, seus sentimentos, a forma em que você os expressa e a sua necessidade nutricional, a sua natureza física e psicológica.

Com esse conhecimento, a ayurveda te permite determinar as dietas mais adequadas, os exercícios e até o estilo de vida, para você conseguir voltar e manter o equilíbrio. Esta é a chave para a manutenção da saúde.

- Pitta (fogo e água): Indivíduos com a predominância desses elementos têm tamanho mediano, metabolismo acelerado e sentem muita sede. Tendem a ser ativos e críticos. Pitta se caracteriza pelo que é quente, líquido, azedo e oleoso.

- Vata (espaço e ar): São pessoas magras, com pouca musculatura, longilíneas e friorentas. Costumam ser ágeis, entusiasmadas, comunicativas e indecisas. Vata reúne qualidades como seco, leve, frio, móvel, áspero e claro.

- Kapha (terra e água): Essa combinação está associada a uma estrutura física forte e larga, com tendência a ganhar peso. Pessoas desse tipo são estáveis, lentas, pacientes e mais preguiçosas. Kapha é pesado, suave, oleoso e adocicado.

Além de estarem presentes no nosso organismo, os doshas – Vata, Pitta e Kapha – estão presentes na natureza, nas estações do ano e no ciclo de cada dia. E é aí que entendemos que estamos todos interligados com a natureza, os animais e com as outras pessoas.

A Rotina diária - Dinacharya

A rotina ayurvédica nos coloca em sintonia com o Universo e a força cósmica da vida. Esta rotina necessita de um esforço para ser estabelecida no começo. Porém, após criada torna-se auto-sustentável.  Todo estudioso do Ayurveda deve estabelecer este programa na sua vida de forma consistente, de modo a alcançar um estado de felicidade sem limites.

Como começamos nosso dia influencia em como será todo o resto do dia. Por isso que a rotina ayurveda é tão importante. Porque ela se preocupa em equilibrar e limpar corpo e mente. E todas as ações são calculadas em equilibrio com a natureza e posição do sol.

Somos resultado daquilo que fazemos todos os dias. 

Nossas ações determinam nosso nível de consciência assim como o padrão de energia do corpo físico.

A rotina diária do Ayurveda é simples, não invasiva, não traumática e, de uma forma geral, não irá interferir com formas mais específicas do tratamento médico ocidental. Pode ser utilizada junto com outros métodos de tratamento, incluindo a alopatia. Na verdade, esta abordagem pode ser usada para “turbinar” praticamente qualquer forma de abordagem terapêutica.

A doença física é frequentemente o resultado da supervalorização do corpo físico e do mundo material. Se nós colocamos muita energia o nosso corpo físico, podemos agravar o processo de doença. Devemos dar ao corpo o cuidado adequado, sem deixar que domine os outros aspectos da nossa vida.

Sugestão de Rotina Diária:

1. Acordar cedo, antes do sol – entre 4h e 6h.
2. Antes do sol nascer é um horário auspicioso de paz e ar puro, indicado para meditar, onde será possível preparar a mente, reciclando as energias noturnas, abrindo-se para o dia. Esse momento é muito especial para fazer as preces, orações e invocar mantras com o intuito de dar um foco a mente, direcionar o dia no caminho da luz, do conhecimento.
3. Higiene e purificações: massagem abdominal, estimulando o aparelho digestivo na parte da manhã, limpeza dos dentes, de preferência com pastas de dente naturais, raspagem da língua, narinas limpas e hidratadas. Logo após acordar, ao fazer as limpezas do corpo, a primeira ação deve ser a raspagem da língua, para a remoção das impurezas que se acumulam na região: “São toxinas daquilo que não pôde ser digerido e então para que a pessoa não engula essas toxinas, é importante primeiramente fazer a raspagem dessa camada esbranquiçada ou amarelada”.
4. Limão em jejum: o ideal para que o intestino funcione todos os dias é tomar água morna com limão em jejum, que vai fazer com que seja retirado o excesso de muco do estômago, que fará com que o intestino tenha uma mobilidade melhor: “É como retirar toxinas e fazer o corpo despertar de uma maneira saudável”.
5. Banho: na temperatura adequada (respeitando o devido dosha e clima), de forma consciente para auxiliar na limpeza energética. O banho confere entusiasmo, força, vitalidade, disposição e apetite pelo dia e pela vida, vigor sexual, removendo impurezas e exaustão, preparando o corpo para o dia que se inicia.
6. Automassagem: além dos inúmeros benefícios como acalmar o sistema nervoso, propicia vigor físico, boa disposição, pele sadia, nutrição dos tecidos, longevidade, confere intimidade com o universo da pele pra dentro e proporciona o desbloqueio de pontos energéticos e físicos.
7. Yoga, caminhadas, natação, exercícios físicos conscientes, respeitando os ritmos e o atual estado de saúde, sem exagerar. O movimento desperta o fogo digestivo (agni), traz habilidade de realizar trabalhos pesados, leveza no corpo, disposição, eliminação do estado letárgico, entre outros infinitos benefícios.
8. Desjejum de acordo com o clima, estação, dieta adequada ao estado de saúde de cada um. Se for realizado entre 6h e 10h dar preferência a alimentos anti-kapha (alimentos gordurosos e pesados que produzem muco, como: queijos e farináceos).
9. Trabalho ou estudo – manter um comportamento adequado: servir a felicidade de todos, firmeza na ética, moralidade e justiça. Manter-se perto de pessoas amigas e distantes de pessoas e ambientes que não o fazem bem.
10. Aproveitar o pico do sol (entre 12h e 14h), como um momento indicado a refeição principal.
11. Alimentar-se somente depois da completa digestão da refeição anterior, sempre respeitando o estado atual de saúde de cada individuo, observando os quesitos: quantidade e qualidade dos alimentos.
12. Banho para fechar o ciclo do dia e iniciar a entrada da noite, com direito a auto massagem.
13. Se possível, uma prática leve de ásanas, pranayamas e/ou meditação.
14. Jantar leve, alimentos de fácil digestão, de preferência até as 20h.
15. Estar se recolhendo e ir dormir até as 22h30min.

Dicas Importantes:

1. Aproveitar os momentos de silêncio.
2. Os mantras são ótimos medicamentos para acalmar a mente,trazendo foco e disciplina aos pensamentos.
3. Ter contato constante, na medida do possível, com a natureza.
4. Estar atento as escolhas da cor das roupas, dos aromas, da seleção de livros, das músicas, dos filmes, dos alimentos, dos chás e bebidas em geral, das ervas e especiarias a serem utilizadas na sua dieta.
5. Momento de banhos de sol, arte e música.
6. Buscar executar procedimentos de purificação ao perceber a presença de toxinas (Ama) no organismo (consulte um profissional da área)
7. Cultivar relações sadias em geral.
8. Evite comer em excesso.
9. Não leve para a mesa problemas, pois podem causar indigestão.
10. Evite comer em pé

Relógio do Ayurveda

Através de horários. Não com uma conotação rígida, mas com a intenção de aproveitar a energia de cada período para favorecer nossas atividades. Além disso, o próprio corpo possui seu ritmo ou o famoso relógio biológico, que deve ser considerado também. Os horários são determinados pelo movimento do sol: nascer do sol, meio dia, por do sol, ou em outras palavras: Horário Kapha, Horário Pitta e Horário Vata.



Horário Kapha:

Das 6 às 10 da manhã, é o horário com predomínio da energia Kapha, uma energia que é pesada, retentora, lenta e fria. Sendo assim, devemos estimular o nosso Agni, praticar esportes ou Yoga e principalmente fazer a limpeza de nosso corpo.

1. Levantar com o nascer do sol.
2. Reverência e agradecimento pelo dia.
3. Tomar uma xícara de água morna com limão em jejum, para eliminar o excesso de muco no estomago e estimular a eliminação.
4. Evacuar / Urinar
5. Higiene Boca e Língua: Raspar a língua (com raspador ou colher), escovar os dentes. É interessante também fazer um bochecho e gargarejo com óleo de gergelim morno.
6. Banho: O banho matinal é muito importante, pois ajuda a eliminarmos as toxinas que foram produzidas durante à noite e que se alojam na pele. Se nós não tomarmos banho, todas aquelas toxinas são reabsorvidas pelo corpo.

- Vata: sabonetes nutritivos e oleosos. Antes do banho, passar óleo de gergelim no corpo, cabelos e sola dos pés;
- Pitta: sabonete de coco. Antes do banho, passar óleo de coco ou girassol no corpo, cabelos e sola dos pés; Passar óleo de coco ou girassol.
- Kapha: pós: manjericão, gengibre, vacha, triphala. Antes do banho, passar pouco óleo e de preferência girassol medicado com uma erva quente, como por exemplo estas mencionadas acima.

7. Yoga
- Pavana Muktasana (solturas articulares)
- Kryas (purificações)
- Surya Namaskar para aquecer.

Vata: seqüência o mais lenta possível, com ujjay
Pitta: ritmo médio, sem ujjayi
Kapha: ritmo mais rapido, mais vezes, com ujjayi

- Pranayama: Respiração completa (yogika) e/ou Nadishodhana
- Relaxamento: em Shavasana, 5 a 10 minutos.
- Meditação: simples consciência do momento presente, prestando atenção no corpo, respiração, pensamentos, sentimentos e emoções

8. Exercícios:

Vata: que acalmem, que tragam consciência corporal – Hatha Yoga, leve caminhada. A pessoa não deve sentir-se cansada após exercício.
Pitta: que não estimulem a competição, que não produzam muito calor – Natação, Yoga (Hata), caminhadas ao ar livre.
Kapha: aeróbicos, que aqueçam e estimulem e principalmente achar um exercício que seja prazeroso – caminhada, bicicleta, Yoga mais intenso.

9. Tomar café da manha - de acordo com o dosha.

Vata: torradas com ghee / mingau de aveia com canela e cardamomo.
Pitta: frutas/sucos de frutas / chás amargos e pão com ghee / leite morno com granola.
Kapha: chás amargos ou café (ocasionalmente), torradas de centeio com mel. Preferencialmente após as 10h.

Horário Pitta:

Das 10 às 14 horas, é horário Pitta no nosso corpo e na natureza - o sol e o Agni estão em alta, portanto é o horário em que devemos fazer a principal refeição do dia e não fazer esforço excessivo. Se não houver fome neste horário, deve-se estimular: tomar chá de gengibre ou mastigar uns pedacinhos pode resolver.

Almoço: deve ser a principal refeição do dia e não devemos dormir após esta refeição, mas sim descansar por 20 minutos ou dar uma leve caminhada.

Vata: Legumes cozidos, cereais. Kichari (mais cozido e com mais óleo).
Pitta: saladas, cereais, leguminosas, verduras refogadas.
Kapha: folhas verdes refogadas, leguminosas.

Horário Vata:

Das 14 às 18 horas, a energia de Vata predomina. Vata é leve, mental e criativo. Deve-se aproveitar esse horário para o trabalho, atividades intelectuais e depois execução de tarefas que exigem movimento e agilidade para também distribuir a energia da mente pelo corpo. Então após o trabalho, fazer uma pequena prática de Pranayama, Yoga e se tiver fome comer algo leve.

Horário Kapha:

Das 18 às 22 horas, Kapha volta a predominar e devemos, assim como o sol, nos recolher, diminuir nosso ritmo e nos preparar para descansar.

Jantar: deve ser no máximo até as 20h, dar preferência a alimentos mais leves como sopas e comer 2 horas antes de dormir

Dormir:
- antes de ir para cama é bom olear o corpo todo, ou somente pés, mãos e abdômen, com óleo de gergelim morno. Depois da oleação, tomar banho morno. Essa prática é muito eficaz para equilibrar os doshas e proporcionar um sono tranqüilo e reparador.
- assistir televisão e filmes violentos antes de ir para a cama é desaconselhável, pois além de agravar Vata, inquietam ainda mais a mente, levando estas impressões para os sonhos.

Horário Pitta:

Das 22 às 2 horas, Pitta volta a acelerar o metabolismo. Se estamos dormindo, este fogo é direcionado para dentro, mas se ainda estamos acordados tendemos a utilizar essa energia novamente com a alimentação, sobrecarregando o sistema digestivo.

Horário Vata:

Das 2 às 6 horas, é um horário perfeito para meditar e ruim para quem tem insônia porque Vata está predominante novamente.

Respiração ampla, mente ampla

Nossa mente esta totalmente ligada ao fluxo de nossa respiração. Respiração agitada = mente agitada, mente tranquila = respiração tranquila, mente sonolenta = respiração sonolenta.

Tornar consciente a nossa respiração, nos faz consciente de nosso estado atual, nos traz para "o momento presente", nos torna capazes de ampliar nossa capacidade pulmonar, ampliando a capacidade de nossas percepções (tornando nossos orgãos sensoriais mais capacitados as suas reais funções), auxilia no equilíbrio hormonal, ajuda a eliminar doenças respiratórias, desbloqueia emoções mal digeridas, elimina tensões, torna a mente apta à discernir, alimenta a espontaneidade, produzindo sensações de felicidade e completude.

A dica é: observe agora a sua respiração, continue lendo e percebendo a respiração. Acordando, indo trabalhar, continue trabalhando e dê uma atenção especial a sua respiração. Dirigindo, olhe a respiração, estudando, conversando, namorando, cozinhando ... respirando e vivendo.

Respiração é vida! É vitalidade (prana), é alimentar o sopro da vida a cada instante, alimentar nossas veias de oxigênio, nossos corpos sutis de Prana, a energia vital e vibrante.

Lembre-se: Primeiramente, a respiração adequada para você é a sua respiração natural, ou seja, sem reter dos pulmões cheios ou vazios, sem forçar para encher demais, ou do contrário, esvaziar demais, simplesmente convide a sua atenção a entrada e saída de ar pelas narinas, e permaneça só observando.

"Respirar é a primeira coisa que fazemos ao nascer e a última quando morremos. Que todos esses milhões de movimentos sejam valiosamente aproveitados em sua vida!" - Sônia Corazza

Mente sã, corpo são

Meditar ajuda na liberação de endorfina, um forte tranqüilizante que provoca a sensação de alegria e de bem estar (plenitude). Diminui a produção de adrenalina e cortisol, hormônios secretados em situações de estresse, e de radicais livres, substâncias que atuam no envelhecimento humano (longevidade).

Quem medita tem auto-estima mais elevada (autenticidade) maior poder de concentração, mais facilidade para aprender coisas novas (aceitação e disposição) e maior poder de raciocínio (discernimento). Isso porque o fluxo sanguíneo aumenta na região do cérebro que comanda essas funções.

Texto retirado: anandasurya.com.br

Um beijo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...