sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

O que a corrida me ensinou?

Se tem uma coisa que a corrida me ensinou foi: Nós somos capazes de fazer qualquer coisa, basta querer. Não entendeu nada? Vou explicar melhor. E posso comprovar isso porque fui a minha própria cobaia hehehehe.



Quando algum amigo que não corre ou está iniciando na corrida vem falar comigo sobre esse assunto, eu sempre ouço frases do tipo: "Nossa, você correu 21km?", "Eu nunca conseguiria", "É impossível", "É muito tempo correndo", "Você é louca".

Engraçado ouvir isso, porque, ha cerca de 1 ano atrás, quem dizia isso era eu. Bom, dizem que quando as pessoas começam a dizer que você é louco, você está no caminho certo, né?

Mas, deixa eu te contar: Nesse ano que passou eu fiz a minha primeira meia maratona. E falo isso com muito orgulho de mim mesma. E acho que mereço isso, porque eu treinei, acordei cedo, me privei de certas coisas e no fim, consegui. Corri 21km. Coisa que eu jamais pensei que conseguiria.

E o que me levou a conseguir então?

Bom, duas coisas: Meta e Disciplina.

Isso, justo eu, a pessoa zero rotina e metre da procrastinação (odeio essa palavra, sério!).

Acho que tudo se torna mais palpável quando se definem metas. No fim de 2016 eu me inscrevi na prova e falei: tenho até novembro/2017 pra treinar.

E aí estava definida minha meta. Eu, que naquela época mal corria 10km, estava me aventurando em terrenos que eu jamais pensei em pisar.

Um pouco antes disso eu não corria 100m sem quase morrer. No meio do caminho quebrei o pé duas vezes, mas, não desisti. Corri várias provas em 2016 de 5 e 10km e sabia que estava na hora de me desafiar, dar um passo a mais.

Me inscrevi na prova e comecei a pensar no que fazer para melhorar meu tempo e meu condicionamento físico.

Em março fiz uma prova de 12km, com pouco preparo e quase nenhum comprometimento. Resultado: sofri a prova inteira e fiquei uma semana com o joelho doendo. Vi as fotos da prova e lá estava o problema: postura e peso.

Comecei a me preocupar em baixar o peso e ter uma postura melhor de corrida. Além de aumentar o volume de treinos e me preocupar mais em reforço muscular. Eu sempre fiz musculação, mas, nunca focado em corrida.

Na metade do ano fiz uma prova de 16km. Resultado: tempo excelente, zero dor.

Eu estava no caminho certo.

No último mês antes da prova eu corria 3x na semana, um volume de 20 a 30km por semana. Estava bem disciplinada. Sabia que se eu quisesse conseguir, teria que acordar cedo e treinar. E foi assim. Os amigos que fiz nesse caminho também me ajudaram muito. Sozinho a gente até chega la, mas, acompanhado é muito mais fácil.

Resultado: completei minha primeira meia maratona, sem caminhar.

Aí eu paro pra pensar nisso e chego na seguinte conclusão: em tudo na vida é assim, a gente alcança os objetivos e realiza sonhos com essas duas palavras: metas e disciplina.

Foi tão legal completar cada objetivo que eu tinha me proposto, eu me senti uma heroína. Me senti o máximo: - "Nossa, eu consegui".

E essa foi a maior lição que a corrida me ensinou.

Tiveram outras lições como: amizade, companheirismo, motivação. A corrida é o esporte individual mais coletivo que existe. Quantas vezes, quando eu pensava em desistir, alguém passava por mim e dizia: "Vamos, falta pouco, você consegue". Quantas vezes eu passei por pessoas obesas, idosas, com alguma limitação, e estavam lá, não desistiam. Se superavam a cada quilometro. São vencedores.

Tem provas que eu estou lá, correndo, sofrendo e penso: O que eu estou fazendo aqui? E, no momento que eu cruzo a linha de chegada não restam dúvidas. E a gente não vê a hora da próxima.

Correr é aprender a controlar a sua mente. Ela é quem comanda tudo. Pode te deixar forte ou pode te derrubar. A corrida é uma briga constante com a cabeça. Nos primeiros quilômetros ela te diz: para! Você tem a opção de ouvir ou então continuar. E você começa a entender o que é o seu limite e o que é armadilha da mente. E começa a trabalhar a mente, deixando ela mais forte, mais capaz de ir além.

Correr não é apenas movimento. A gente corre pra oxigenar o cérebro e pensar na resposta de algum problema, por endorfina, por disciplina, pelas pessoas nos hospitais que não podem correr, por amor, por saúde, pra ser mais forte. A corrida me deu um corpo e uma mente forte, me deu amigos e me ensina todos os dias.

Quem aqui é apaixonado pela corrida? O que ela significa na sua vida?

Um beijo.

2 comentários:

  1. Fiquei emocionada lendo aqui!
    Obrigada por ser minha parceira de corrida e não me deixar desisitir!
    E que venham os quilômetros de 2018!

    ResponderExcluir
  2. Que delícia de texto Aleide!! É isso aí! Vamos juntas com muitos quilômetros em 2018! Beijo

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...