terça-feira, 5 de julho de 2016

Parque Seaworld em Orlando

Dando continuidade ao diário de bordo, hoje vou contar um pouco de como foi o dia que fomos no Seaworld. Uma parte de mim queria ir e conhecer o parque, outra parte de mim não queria financiar o sofrimento daqueles animais.

Vamos? Não vamos? Vamos? Ok, vamos.



Eu já conhecia o Seaworld de San Diego (antes de saber sobre a crueldade com os animais) e tinha adorado. Ver o show da Shamu foi muito incrível.

A ideia dessa vez era ir no parque para conhecer a montanha russa Manta, que é aquela montanha russa que você vai deitado, de barriga pra baixo o percurso todo, sabe? hahaha



Bom, tomamos café no hotel e fomos pro parque. Pra variar, tinham vários brinquedos fechados, por isso que eu não recomendo ir nos parques no inverno, você perde bastante coisa.



Quando nós entramos, a Manta ainda não estava em funcionamento, então, fui passear pelo parque, passar a mão nas arraias e fomos no brinquedo da Antártida. Que você vai num carrinho e depois tem o encontro com os pinguins, tão fofinhos.

Quando saímos, a Manta já estava funcionando. Ai que medo. Tomamos coragem e fomos.

Você senta no brinquedo, ele te prende e te deita. Confesso que eu demorei um pouco até relaxar o corpo e largar meu peso pro brinquedo ter total controle hahaha. Mas, pra curtir, você precisa soltar o peso, senão vai ser uma experiência desconfortável hahaha.

É realmente uma experiência única. Um brinquedo bem diferente. O Ronan foi em silêncio o percurso todo, em compensação, a americana do meu lado me ensinou todos os palavrões da língua dela hahahaha.

Decidimos não nos molhar nos brinquedos, então, fomos na Kraken. Gente, essa foi uma das minhas montanhas russas favoritas. Ela é muito divertida. Tão divertida que repetimos ela.

Ali perto fica o aquário, e foi a primeira vez que eu vi vários tipos de água viva. Sinistro.



Vimos os golfinhos sendo alimentados, que são tão lindinhos. Fomos também ver o peixe boi e as tartarugas. Nessa atração tem um filme 360º bem legal.



A gente assistiu dois shows, o show da shamu e o show dos golfinhos. Confesso que fiquei triste. Por saber de tudo o que esses animais passam diariamente. Você quer saber sobre essa história? Assista o documentário Blackfish (disponível no Netflix).



A primeira vez que assisti a esse show, os treinadores ainda entravam na água junto com os animais. Mas, depois dos ataques, eles só ficam do lado de fora.

Depois do show, nós saímos do parque e fomos fazer um lanche no Tacobell, sim, Tacobell de novo. Porque eu amo Tacobell e estou feliz em saber que vai abrir no Brasil hahahaha.



Lanchamos e fomos pro hotel descansar. Mais tarde a gente tinha reserva no Medieval Times, que é um restaurante temático muito legal. Perto da hora da nossa reserva, pegamos o carro e fomos até la.

E o jantar foi incrível. Para saber mais sobre nossa experiência no Medieval Times, clique aqui.

Depois da janta, voltamos pro hotel e mais um dia terminou.


Um beijo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...