quarta-feira, 18 de maio de 2016

Como é andar de Uber?

Mesmo se você nunca usou o serviço, com certeza você já ouviu falar do Uber. Seja pelas brigas com os taxistas ou pela fama de ser barato.

Eu não possuo carro, então, quando preciso me locomover eu vou a pé, transporte público ou taxi.

Bom, não é novidade que o serviço de taxi é bem precário. Em São Paulo tem taxi em todo lugar, mas, alguns taxistas são mal-humorados e nem ligam pros seus clientes (não é regra, tem taxista muito bom).

Aí vieram os aplicativos pra chamar taxi, que facilitaram muito a vida de quem usa taxi. Mas, mesmo assim, o serviço continuava caro.



Então surgiu o UBER. E o UBER não se limita a apenas um serviço de locomoção. A ideia da empresa vai além disso. Eu assisti um TEDTalk com o criador do UBER e ele falou que a ideia veio de sua frustração em pegar trânsito em Los Angeles (quem já foi a LA sabe o trânsito caótico que a cidade possui).



Então, ele resolveu fazer um serviço que iria revolucionar a maneira como as pessoas se locomovem e melhorar o trânsito da cidade.

Com o UBER, qualquer pessoa pode ser um motorista e complementar sua renda. É possível dividir o carro com outras pessoas. Por exemplo, se você vai ao trabalho e no caminho outras pessoas também chamam o UBER, vocês podem ir juntos e ratear o valor final. Dessa maneira, várias pessoas chegam ao mesmo lugar pagando pouco.

Sem contar que o UBER é bem mais barato que um taxi comum. Chega a ser quase 50% mais barato.

Somando os gastos com manutenção de carro, estacionamento, combustível, tem pessoas deixando seu carro em casa e utilizando o UBER. Ou então, tem gente virando motorista UBER para ganhar uma grana extra e fazer outras pessoas deixarem seu carro em casa. Resumindo, a ideia do UBER está sendo cumprida.

No TED, eles mostram gráficos do trânsito de San Francisco, antes e depois do UBER, e a diferença é gigante. O trânsito passou a fluir muito mais.

Aos poucos as pessoas estão começando a notar isso aqui no Brasil e deixando de sair com seus carros para ir de UBER. Desse jeito você economiza, pode tomar aquela cervejinha e ainda ajuda a diminuir o número de carros circulando.

Agora, o que eu acho do UBER? Eu já utilizei o serviço várias vezes, em São Paulo, Nova York e na Filadelfia. E só 10% das vezes a experiência não foi boa. Mas, quando a experiência não é boa você tem a opção de classificar o motorista negativamente. E, se o motorista é classificado negativamente muitas vezes, a UBER proíbe ele de trabalhar na empresa. Ou seja, os motoristas dificilmente fazem coisas erradas para não serem penalizados por isso.

Normalmente o carro possui balas, água, e outras coisinhas. E isso na versão mais básica, que é o UBER X. Se você chama o UBER black, que é são os carros mais topzinhos, a gama de quitutes é maior ehehhe. Mas isso não é o mais importante, claro. Os motoristas são super educados, o carro possui ar condicionado e o preço é muito convidativo.

De onde eu moro, até o aeroporto de Guarulhos custa 120 reais de taxi. De UBER eu pago 50 reais. Aí o valor varia de acordo com a dinâmica do momento. Se houver poucos carros na sua região ou houver muitas chamadas o preço pode subir. Mas, o aplicativo avisa se isso acontecer. E, antes de pedir sua corrida, você pode fazer um orçamento de quanto vai dar o trajeto.

Existem alguns serviços de UBER com carros de porta malas maior, carros que carregam bicicleta, que carregam pet. Enfim, tem várias opções (e estão chegando outras).

Gente, é muito legal. Vale muito a pena e eu não ando mais de Taxi.

Se você quiser, pode usar o meu código promocional e ganhar 20 reais de desconto na sua primeira corrida, basta digitar o código aleideb1ue.

Um beijo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...