quarta-feira, 20 de abril de 2016

Como usar o metrô em Nova York?

Calma, o metrô de Nova York pode parecer difícil (e é um pouquinho hahaha), mas é possível de ser utilizado por qualquer um. Basta ter um pouco de paciência no início e pegar algumas informações pelo caminho hahahaha. Mas, assim que você se familiariza com o metrô, você chegar em QUALQUER lugar. O que é uma beleza, porque alugar carro em NY é péssimo por conta do trânsito e você acaba economizando bastante.


Dificuldade:

- Você não pode entrar em qualquer entrada de metrô achando que vai conseguir chegar aonde quer ir. Nas entradas maiores (principais) você até consegue, mas nas menores, você precisa entrar na linha e na direção que pretende ir - por exemplo Uptown (norte da ilha de Manhattan, Queens e Bronx) e Downtown (sul da ilha de Manhattan e Brooklyn). Elas não são conectadas e por isso dá esse trabalho. Se você quer ir para o One World Trade Center e estiver perto do Central Park, por exemplo, precisa pegar a linha E, sentido Downtown.





Facilidade:

- Se você ler as placas e os mapas, você chegar em qualquer lugar.
- Utilize o googlemaps sem dó, ele vai traçar o melhor trajeto de metrô pra você, sem complicação.
- Utilize o aplicativo do metro NYC Subway quando estiver se sentindo perdido hehe.

Fique ligado:

- Algumas linhas mudam em dias diversificados (feriados, por exemplo). Mas eles colocam uma notificação na entrada da linha e nos trilhos.

- Se você está acostumado com o metrô no Brasil, onde em cada plataforma passa apenas uma linha, fique ligado. Se você quer pegar a linha E, por exemplo, quando o metrô estiver chegando, verifique se na frente dele está escrito o nome da linha correta, porque pode ser outro metrô, como por exemplo, a linha C. E ela vai acabar te levando pra outro lugar hehe.

- Nem todas as estações possuem pessoas pra te ajudar, mas possuem um totem com um botão de informação e emergência. Eu usei ele uma vez e o atendimento é bem rápido.

- Antes de entrar na estação, leia as placas na entrada. Lá diz a linha que ela atende e a direção. E indica onde pegar as demais direções dessa linha, caso essa entrada não atenda.



- Na plataforma, existe uma área chamada Off-Hour Waiting Area. Ela é indicada para os horários pouco movimento. Tem sempre um agente do metrô olhando essa área, para a segurança de quem usa o metrô. Nesses horários, os metrô pode ter menos carros, então, essa área indica onde pegar o metrô, sem contar que nessa área fica um operador dentro do metrô. Melhor ficar nesse lugar e não vacilar.

- Existe um mapa que é possível pegar na recepção do hotel, o New York City Travel Advisory Bureau, onde todas as estações aparecem com os números e letras das linhas que efetivamente param nelas. Além dele é possível pegar o mapa do metrô no guichê das estações.

- O valor da passagem custa US$ 2,50.

Cartão do metrô:

É possível comprar o Metrocard nas máquinas ou nos guichês. As máquinas são bem fáceis de comprar. Eu comprei no guichê porque não tinha certeza qual das opções podia ser utilizado por várias pessoas e qual era a opção individual. Porém, fiz todas as minhas recargas na máquina. O sistema é fácil e super intuitivo.

Você pode escolher entre 'Pay-per-ride' e 'Unlimited rides' (essa é a opção individual). É cobrado o valor de $1 na emissão do cartão, porém as recargas não possuem taxas.

- Pay-per-ride: pode carregar de $5 a $100 dólares. E pode ser recarregado quando quiser.

- Unlimited rides: Ele custa $30 dólares e possibilita viagens ilimitadas por sete dias corridos. Ao passar o cartão, ele fica bloqueado por vinte minutos.

Dica: Quando você faz compra com cartão, a máquina pede o zip-code (CEP). Você pode colocar qualquer sequencia de 5 números e ele aceita. Essa informação é importante somente quando o cartão é emitido nos EUA.

Um beijo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...