quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Como ir para Puerto Varas?

Hoje vamos continuar o diário de bordo da minha viagem pelo Chile. Esse foi o último dia em Pucón, e o primeiro dia em Puerto Varas.

Acordei cedinho e a primeira coisa que eu olhei foi pro meu vulcão, mas, estava nublado e não consegui ver nada :(

Tomamos um cafezão no hotel, fizemos checkout e fomos passear pela cidade. Fomos ver a vista do lago, em um ponto que não tínhamos ido ainda, fizemos mais umas comprinhas no mercado, e a gente ia subir até o mirante, mas, o tempo estava tão fechado que nem valia a pena.



Passamos em uma feira de artesanato local e paramos para tomar um café no Café de la P. Gente, é delícia demais. Tem tantas tortas maravilhosas que é até difícil de escolher. E sem contar os cafés cheios de chocolate e doce de leite... hmmmmm



Do lado da nossa mesa no café tinha um casal gringo (imagino que fossem alemães ou algum outro lugar que fala uma língua parecida). Nesse instante eles não são importantes para a história, mas, mais pra frente, vocês vão entender hahahaha.

Terminamos nosso café e seguimos viagem. Era hora de dar tchau para Pucón, essa cidade encantadora que eu me apaixonei logo de cara e quero voltar em breve. 

Coloquei no GPS o endereço do nosso hotel em Puerto Varas e seguimos viagem (nós ficamos no Radisson, minha primeira vez em um hotel desse rede).



Pensa em uma aventura. Ao invés do GPS fazer a gente pegar a rodovia principal, ele nos enviou por um caminho muito doido. Pelo meio de cidadezinhas, caminhos turísticos, lugares onde o carro quase não passava, e muito mais hahahaha.

Fizemos a rota dos lagos, sem querer. Com uma vista mais linda que a outra. Quando fizemos a primeira parada pra fotos, adivinha quem também estava lá? Sim, o casal do café.

E pensa num cara com o pé pesado, mesmo que a gente saísse na frente, eles nos alcançavam, passavam e a gente perdia eles de vista. E na parada seguinte, lá estavam eles hehehehe.

Uma parte do caminho estava em reforma, não era pavimentada, a ponte estava interditada, a rua fechada por vacas, mas, aos poucos fomos conseguindo seguir viagem. Todas as loucuras com o carro do outro casal na nossa frente.

E, cada vez que a gente caía dentro de uma cidade, o GPS se perdia e mandava a gente pro meio de favelas ou para ruas sem saída. Uma loucura, só nos achávamos se pedíamos informação. E o outro casal, perdido também hahahahaha.

A gente passou por um lugar muito doido, uma ponte invertida. Tinha uma placa que dizia: ponte alagada. Eu achei estranho, mas, ao invés de ela passar por cima do rio, quando tem o degelo das montanhas e a água sobre, a água passa por cima da ponte. Sorte que no dia não estava cheio e conseguimos passar de boa. Não sei o que fazer caso estiver alagado :O

E depois de muito custo, chegamos na rodovia principal. E rapidinho chegamos no destino final: Puerto Varas.

No caminho pegamos 1 pedágio de 2200 pesos e 1 pedágio de 660 pesos (que depois fiquei sabendo que esse último não precisava pagar).

Chegamos na cidade umas 17h, no horário de pico. Muito trânsito na rua. Estranhamos e achamos tudo feio, acho que estavámos desacostumados, por conta da tranquilidade de Pucon.

O nosso hotel ficava na beirada lago, ao lado do casino. Com um pouco de custo, entrando em algumas ruas conta-mão, conseguimos deixar o carro no estacionamento hehehehe. A vista era linda.



Fiz o checkin, ganhei drinks de cortesia (que no fim, nem bebi hahaha) e fomos pro quarto deixar as nossas coisas. O quarto era imenso, muito bom. O recepcionista muito atencioso, deu várias dicas pra gente.

Saímos pra jantar em um restaurante indicado pelo recepcionista do hotel, chamado PIM's, que ficava na mesma rua do hotel. A gente pediu um lugar pra comer pizza, e ele disse que esse lugar era muito bom.

Além de pizza, eles servem várias outras coisas e você fica assistindo clipes de músicas antigas bem legais hehehehe.



A nossa pizza chegou, era gigante, linda e cheirosa. Mas, a pizza com carne era doce. WHAT? Eu até perguntei pra garçonete se estava certo, ou se o cozinheiro tinha errado o sal pelo açúcar hahahaha. E ela nos informou que era assim mesmo, então, eu pedi um pouco de sal, porque carne doce não rola hahahahaha.

Tirando esse incidente, era tudo delicioso. Comemos muito e fomos tentar a sorte no cassino.

Gente, estava super frioooooooooo... adorooooo :D como eu já disse antes, quanto mais ao sul, mais frio. Mas eu adoro, estava uma delícia hmmmmm.

Chegamos no cassino, jogamos um pouco e, pra variar, não ganhamos nada hahahaha (e eu acho que senti um tremor, quase desmaiei hahahaha). Depois de perder um pouco de dinheiro naquelas máquinas ladras de turistas, voltamos frustrados pro hotel para descansar hahahaha.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...