quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Passeio em Pucón com a agência Politur

Um dos motivos da nossa viagem para o Chile era fazer a caminhada pelo Vulcão Villarica em Pucón. Ví que algumas pessoas fazem esse passeio por conta (e risco hehehe), mas, a gente já tinha decidido que faria esse passeio com alguma agência de confiança.

Escolhemos a Politur por conta das críticas positivas que encontramos em nossa busca pela internet. Eu estava um pouco receosa em fazer a caminhada no vulcão por conta daquele brasileiro que caiu na fenda do vulcão e morreu. Queria que fosse o mais seguro possível. E de todas as agências, a mais indicada foi a Politur.

Além do mais, por conta da erupção em fevereiro desse ano, a subida até a cratera estava fechada, só íamos poder subir até 1500m de altura, onde ainda estaríamos cobertos pelo seguro.

Chegamos na cidade de Pucón e fomos direto até a agência. Ela fica na rua principal, e nessa rua tem muitasssss agências. Mas, procure pela Politur que vale a pena hehehehe.



Politur Travel & Adventure
Avda. Bernardo O’Higgins 635, Pucón Chile
Tel: +56 45 2441373
E-mail: turismo@politur.com

Guia - Don Ricardo (WhatsApp +56 9 9649 9707)

Chegamos na agência e fomos atendidos pelo René. Ele nos contou sobre o passeio e mostrou vídeos de como funcionava. Foi super atencioso e gente boa. Foi além do esperado. Ele começou a falar sobre os outros passeios que a agência oferece, mas, como a gente disse que estava de carro, ele pegou um mapa e começou a indicar e explicar como fazer os passeio por conta.

Ele não ficou preocupado em tirar nosso dinheiro, ele foi incrível. Disse onde a gente devia ir, como ir, quanto tempo levava, valores, tudo. Nos indicou restaurantes na região, lojas, mercado. Foi um atendimento muito além do esperado. Eu fiquei impressionada.

A propósito, no geral, o atendimento das pessoas em Pucón é impecável. As pessoas são muito receptivas e prestativas até demais.

O passeio pelo vulcão custou 35 mil pesos por pessoa. Ele incluia o transfer (eles buscam no hotel, levam até a agência para troca de roupa e depois levam e buscam do vulcão), roupas para neve, botas, luva, óculos, raquetes, toca/balaclava e mochila. No fim do passeio, está incluso um brinde com pisco sour (eu fiquei bêbada a metade da viagem hahahaha todo lugar inclui uma taça de vinho ou pisco sour e, as vezes, os dois hahaha).

O guia que nos acompanhou, o Ricardo, era muito divertido, contou um monte de histórias. E, como nosso grupo era de apenas 4 pessoas, fomos com apenas 1 guia.

Os brasileiros adoram zoar ele por causa do nome. Aqui no Brasil, Ricardão, é o amante da mulher, né? Mas isso não existe no Chile. Os turistas brasileiros chamavam ele de Ricardão, mas ele não entendia. Achava que significava algo como Don Ricardo, ou, alguém de prestígio. Pobre iludido hahahaha. Até que um dia explicaram para ele que Ricardão, na verdade, é aquele que entra pela porta e sai pela chaminé hahahahaha, ele não curtiu muito. No Chile, Ricardão é o mesmo que Patas Negras. Aquele que sai de fininho e deixa só as pegadas pra trás hehehehehe.

No início do passeio ele ajudou a todos a se vestir e a colocar os equipamentos. Foi andando e explicando varias coisas interessantes sobre o vulcão, fatos históricos, e até deu aula de geografia, biologia e meteorologia hehe. Se a gente precisasse parar, ele parava, tirava fotos.

Eles instruem que levemos água, comida e filtro solar. E na metade do passeio a gente pára para um lanche.

Não é um passeio de hora marcada, a gente vai fazendo no nosso ritmo. Acho que levamos umas 4 horas. Mas, no final, eu senti que o guia acelerou o ritmo, hahahahaha, acho que demoramos demais.

Depois do passeio, eu peguei o contato do guia e ele me passou as fotos e vídeos de fez do passeio. E depois, elas também foram publicadas na página do facebook da agência.

Eu adorei a agência, o passeio é incrível, recomendo a todos. A vista lá de cima é simplesmente indescritível. Acho que todo mundo deveria se dar de presente essa experiência. Porém, o percurso é difícil. Principalmente no inverno, por conta da neve fofa.

O dia que a gente foi ventava muito, o frio, a neve fofa, tudo contribuiu pra dificultar o trajeto. Mas, cada vez que eu me dava conta com toda beleza em minha volta, tudo valia a pena.

Veja as fotos desse passeio incrível:













Um beijo.


Saiba mais sobre a viagem:

Preparativos para a viagem ao Chile
Roteiro de viagem para o Chile com neve
Como é viajar pela Sky Airlines
Indo para o Chile
Conhecendo os pontos turísticos de Santiago
Um dia de muita neve em Farellones
Cerro Santa Lucia e Shopping Arauco em Santiago
Vinicola Concha y Toro
Como é viajar de Turbus pelo Chile
Pontos turísticos em Viña del Mar
Por que você deve conhecer Pucón
Passeio em Pucón com a agência Politur
Caminhada no Vulcão Villarica em Pucón 
Como ir para Puerto Varas
Subir o vulcão Osorno
O que fazer em Frutillar
Passeio em Santiago

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...