quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Magic Kingdom, o parque mais mágico da Disney

Dando continuidade ao diário de bordo com o dia que eu mais estava esperando. Quando eu fui pra Califórnia, não deu para eu assistir a parade na Disneyland. Aí jurei pra mim mesma que ficaria até o final no Magic Kingdom. E esse dia chegou! Acompanhe como foi esse dia mágico.

Where dreams come true!

Acordamos cedo e ainda cansados do parque anterior e tomamos café no hotel. Fazer parques em dias seguidos é muito cansativo. Se você acha que não vai dar conta, ou simplesmente pra aproveitar melhor os parques, intercale os parques com passeios em cidades e compras. Assim fica mais fácil. Ou então, relaxe na banheira, tome um relaxante muscular e está pronto pro próximo dia.

Nos arrumamos e, como esse era um dos poucos dias com o show de fogos, lá fomos nós para o parque que eu estava mais esperando: Magic Kingdom.

No receptivo onde a gente pegou nosso ingresso (All Tours) eles nos deram um calendário com o dia dos shows. Se você faz muita questão de assistir (e vale muito a pena), fique atento para não ir num dia que não tenha. Normalmente o show acontece todos os dias, mas no final do ano só tem em alguns dias por causa da festa de natal.

Acabamos nos atrasando um pouco e, quando chegamos, os portões já estavam abertos. O legal de chegar antes do portão abrir é assistir ao showzinho com os personagens principais e rola até uma foto se você tiver sorte.

O complexo da Disney World é imenssssoooo, vários parques, hotéis e muuuuitas outras coisas. Então, do estacionamento, a gente pega um carrinho que nos leva até o trem. E o trem nos leva até o portão do parque. Ufa.

Dica: Anote o local onde você deixou o carro, o estacionamento é imenso e provavelmente você vai se perder. Tire uma foto da sessão onde o carro ficou (normalmente é o nome de algum personagem)

Além de chegarmos atrasados no parque, não tínhamos agendado o nosso fast pass, ou seja, já imaginam que deu algumas caquinhas, né??? Que tipo de caquinha? Pois então, ficamos sem conhecer as princesas e sem ir na atração Seven Dwarfs Mine Train (se você faz questão de ir nas duas atrações, agende seu fast pass com antecedência, senão já era… Fila de mais de 1,5 horas de espera).

O Fast Pass é o "fura fila" gratuito da Disney. Você agenda um horário para ir nos brinquedos de sua preferência, quando chega o horário agendado você entra no brinquedo pegando quase nada de fila. É ótimo.



Pra evitar a muvuca, fizemos o parque no sentido anti-horário. Quando você entra no parque, ele meio que te induz a fazer o sentido horário, então, 90% dos visitantes fazem desse jeito. Se você faz ao contrario, pega as atrações mais vazias.

A main street é um sonho, esse é o parque com mais detalhes de todos eles, tudo é de encher os olhos. Não tem como descrever o que se sente estando lá. Só indo para entender. É como se fosse uma festa e os anfitriões estão muito felizes por você estar lá.

O mais legal da Disney é que você nunca vê os bastidores. Você não escuta barulho de fora do parque, você não ve construções a não ser as do parque. Você não vê uma tomada que não se encaixe com a decoração ou um brinquedo com defeito ou algo errado. Você entra num conto de fadas e se sente muito bem por estar lá. É como se fosse realmente mágico.

Saímos da Main Street em direção a tomorrowland, no caminho tem um jardim com uma vista linda do castelo, vale uma parada pra fotos hehehehe. Nesse jardim é onde fica a Merida do Valente, que ninguém quis ir comigo pra tirar foto com ela :(

A gente foi direto em direção ao Space Mountain e Buzz Lightyear’s Space Ranger Spin, que são os brinquedos mais concorridos dessa região do parque. Mas, no caminho eu vi a atração Stitch’s Great Escape! e tive que parar hehehehe.

Esse brinquedo é bem divertido. Mas não vá esperando coisas radicais. É tudo meio infantil. Mas, como você provavelmente voltou a ser criança no instante que cruzou os portões, não terá problema algum com isso.

A Space Mountain é uma montanha russa futurística muito divertida, e é no escuro. Você precisa ir, e repetir se der tempo hehehehe.

No Buzz Lightyear’s Space Ranger Spin, você vai num carrinho atirando nuns alvos. É legalzinho, mas, não entendo porque é tão cobiçada.

O próximo brinquedo da lista era o Seven Dwarfs Mine Train. Mas nós, desligados e olhando pros lados, passamos reto e fomos parar na atração da pequena sereia, a Under the Sea~Journey of The Little Mermaid.

Acho que foi quase uma hora de fila. Mas sabe, mesmo sendo uma atração bobinha, nunca é tempo perdido. Porque tudo é lindo e bem feito. Você vai sentado numa concha, por um lago, e eles vão contando a história do desenho. Muito lindo.

Quando saímos da atração, voltamos até a montanha russa dos sete anões, e já tinha uma hora e meia de fila. Aí a gente passou no fast pass, pra tentar reservar. Mas já estava esgotado. Única maneira era ficar na fila esperando. Mas, a gente resolveu fazer o resto do parque e depois voltar.

Esse é o parque mais cheio de todos. Não importa a época, prepare-se para ter paciência e pegar muita fila. Mesmo sendo praticamente inverno, a gente pegou um dia bem quente. Mas, deixe um casaco no carro, a noite a temperatura cai muito.

Outra atração que já estava com o fast pass esgotado e com horas de fila era a Princess Fairytale Hall, onde você conhece as princesas. Foi mais uma atração que a gente teve que deixar pra lá.

A ideia era almoçar no restaurante da Bela e a Fera (be our guest), mas tinha uma fila quilométrica. Então paramos no Pinocchio Village Haus pra um lanchinho. Os restaurantes são super caros, uma dica para economizar é levar lanchinhos de casa. Passe no mercado um dia antes e faça a merenda da galera hehehehe.

Quando eu fui na Disneyland, era super baixa temporada, então os brinquedos tinham pouca fila na parte da manhã, e a gente conseguiu ir em todos sem fast pass. Fomos tão rápido que ficamos escolhendo atrações ao acaso pra passar o tempo. E uma delas foi a Peter Pan’s Flight. Que a gente adorou e queria repetir no Magic Kingdom. Mas adivinha? Fila. Poxa, gente. Fiquem em casa um pouco hahahaha.

Uma dica pra não pegar fila, é ir no parque em dia de chuva. Não de tempestade, claro hehehehe. Mas saber aquele dia que amanhece feio? A maioria das pessoas vai fazer compras e deixa os parques pra dias de sol.

Eu tinha visto num blog que o Mickey’s PhilharMagic era legal. Aí, já que estava tudo cheio, quente e etc, resolvemos ir. E vale muito a pena. É muito divertido. É um cinema 3D, com um filme onde o protagonista é o Pato Donald. E, sem você perceber, o que era uma tela normal de cinema, vira quase a sala toda. O pato Donald passa por vários desenhos memoráveis da Disney. Poxa, muito legal. Vale a pena.

Saindo da Philharmagic, é CLARO que eu fui no carrossel. Eu nunca tinha ido num carrossel até o dia que fui na Disneyland. E achei mágico. Então eu quis repetir no Magic Kingdom. Não percam.


Tenho que dar uma atenção especial aos banheiros da Disney. Na verdade em todo os EUA os banheiros são excelentes, limpos amplos e tudo funciona. Todos eles tem aquele papel pra forrar o acento. E sério, tem banheiro em todo lugar. E na Disney não poderia ser diferente. Em cada área do parque tem um banheiro temático. O meu preferido é o banheiro que fica perto da torre do desenho Enrolados. Quando entrar nesse banheiro, olhe para o teto. Ele é todo desenhado, como os desenhos que a Rapunzel fazia no desenho, sabe? Lindo.



A gente tinha fast pass pro Splash Mountain, mas ainda faltava mais de uma hora. Então paramos na Big Thunder Mountain Railroad, que tinha, mais ou menos, uma hora de fila. O legal da fila é que é super interativa. Cheia de coisas pra girar, apertas e mexer.

Sabe quando você vai num lugar cheio de coisas e não pode mexer em nada? Esses parques servem pra você gastar toda sua vontade neles hahahaha.

Esse brinquedo é bem divertido, uma montanha russa sem looping muito legal.

Quando saímos do brinquedo estava quase na hora do nosso fast pass pra Splash Mountain. Eu já tinha ido nele na Califórnia e sabia que molhava e talz. Mas não lembrava que molhava tanto. A minha goPro estava sem a capinha 100% impermeável e acabou molhando. Mas não estragou, ufa hahahaha.

Eu acho esse brinquedo meio macabro. Tem um brinquedos que ficam te olhando e rindo de uma forma muito sinistra hahahaha.

Saímos de lá meio molhados e fomos em direção ao The Magic Carpets of Aladdin, mas estava fechado para reformas. Aliás, eu soube que a Disney vai passar por várias reformas. Inclusive, o famoso chapéu azul do parque Disney Hollywood vai sair de lá e ainda não se sabe o que vai ser colocado no lugar.

Outro brinquedo que fomos e eu já conhecia foi o Piratas do Caribe. Que é um passeio de barco por vila de piratas, guerra entre dois navios e música. Bem legal, mas não é imperdível.

Mas, mesmo em reformas, a magia não se perde. Alias, você não vê reformas. Eles colocam uns tapumes na frente com desenhos, como se fossem parte das atrações, passa tudo despercebido.

Tem outra coisa que eu acho bem legal sobre a Disney: no Frontierland, que é uma área meio velho oeste do parque, não da pra ver o castelo. Porque naquela região, historicamente falando, não combinaria um castelo. Então, seja com árvore, construção, o que for, eles escondem o castelo pra você não perder a magia.

Outra coisa interessante é que o castelo, que parece imenso, na verdade não é muito alto. Porém, foi construído numa perspectiva forçada para parecer mais alto. Ou seja, as janelas lá em cima na torre, não são do tamanho de uma janela normal. Foi feita numa escala diferente. Aí, a impressão é que ele é bem maior do que realmente é. Legal, né?

Uma outra coisa muito legal que tem na Disney, mas não é exclusivo deles (aliás, sinto isso por todo o Estados Unidos) é que todo lugar tem uma trilha sonora. Não importa onde você vá, tem uma música ambiente, sabe? Amo viver com trilha sonora hehehe.

Vou ser sincera com vocês, me julguem! Eu não curti o desenho Frozen. E não entendo porque fez tanto sucesso. As personagens não são carismáticas e tem música demais. Mas, tudo bem! Não te julgo se você gosta hahahahaha. Mas o parque era SÓ FROZEN pra todos os lados hahahaha. Só que isso não diminuiu nada do que eu senti hahahaha. Foi só um desabafo.

Estava chegando a hora do primeiro show da noite, o Move It! Shake It! Celebrate It! Street Party. E, pra não perder o local privilegiado que a gente tinha conseguido, eu não pude ir tirar foto com a Merida :/

Eu achei essa festa muito legal. Vem todos os personagens pra rua, cantam e dançam. Muito legal. Adorei.

Quando essa festa acaba, logo começa o show no castelo. Primeiro é uma história com os personagens principais da Disney e depois é o show de final de ano, especial (adivinhem?) Frozen. Bem bonito, no final tem até neve.

Eu precisava tomar um sorvete. Na Disney tem o melhor sorvete do mundo, sério. A gente parou na Plaza Ice Cream Parlor, que vende sorvete dentro de um pote em formato de bumbum de mickey hahaha. Mas eu queria mesmo era uma casquinha. Ai, que delícia.

Pra esperar a hora dos fogos, a gente foi passear pelo parque. Passamos em frente a montanha russa dos sete anões e o tempo da fila só tinha aumentado. Então, desistimos.

Voltamos, tirei foto da família incrível e fomos no standup comedy do Monstros SA, o Monsters, Inc. Laugh Floor. É meio difícil de entender piadas em inglês com meu inglês de índio.

E durante o show eles interagem com a platéia, eles escolhem algumas pessoas e aparece a imagem no telão e eles fazem uma piada. Eu e o Ronan aparecemos no telão hahahahaha mas eu não entendi a piada, era alguma coisa com churros. Não sei se era engraçado hahahahaha. Aparecemos duas vezes, somos famosos :)

Quando a gente saiu do show estava começando a Main Street Electrical Parade, então as ruas estavam fechadas e a gente não podia parar em lugar nenhum. Entramos na loja de doces (que eu acho que se chama Goofy porque tem o pateta no pacote). E enquanto a parede passava eu comia hahahaha Amo Jelly Belly. Eu não curti essa parede. É um monte de carro com luzes (tipo luzes de natal sabe:) passando, bem sem graça.



Quando a parede termina, todo mundo vai atras dos carros em direção ao castelo. Porque vai chegando a hora dos melhores shows da noite. Primeiro começa o Celebrate the Magic que é incrível. O que eles fazem com o castelo é surreal, ele se transforma. Várias projeções no castelo que parecem reais. É lindo, emocionante.

Quando ele termina, em seguida começa o Wishes Nighttime Spectacular, que é o famoso show dos fogos. As músicas e os fogos contam uma história. É emocionante. Chorei litros.



Saí de lá renovada, criança, acreditando em magia, fazendo pedidos a estrelas.

A Disney nunca esteve na minha Top 10 de destinos de viagem. Mas, é como eu disse, só indo pra entender. Eu quero voltar, quero morar lá, quero trabalhar lá. É uma experiência única. Vá e tire a prova.

Depois de tanta magia, fomos jantar no Planet Hollywood que fica no Downtown Disney. Diferente do Downtown da Disneyland, que fica anexa aos parques. Em Orlando você precisa ir de carro. Mas, não se preocupe, o estacionamento é gratuito.

Esse restaurante é muito legal, cheio de artigos reais utilizados em filmes. Na parte central dele tem navio, avião, trem, pendurados no teto. É muito legal. No início, atores como Sylvester Stallone, Bruce Willis,Demi Moore e Arnold Schwarzenegger eram apoiadores do local.

A comida é muito boa. A gente pegou um aperitivo que vinha várias opções dos pratos famosos deles. Muito bom, vale a pena conhecer. E os pratos são imensos, servem duas pessoas.


Cansados e com frio, voltamos pro hotel para descansar. Teríamos muita aventura pela frente ainda.

Um beijo.


Leia mais sobre Miami e Orlando:

Outlets
Supermercados e Farmácias
As minha compras
A Comida nos Estados Unidos
- 10 dicas para economizar na viagem
Preparativos para a viagem
Fort Lauderdale, Bubba Gump e Super Target
Outlet Premium Vineland e Restaurante Tilted Kilt
Parque Universal Studios
Parque Disney Magic Kingdom
Parque Disney Epcot
Parque Disney Hollywood Studios
Parque Universal Island of Adventure
Winter Park e Celebration City
Clearwater e St. Petersburg
Busch Gardens
Naples, Miami e Dolphin Mall
Sawgrass Mill, MAC e Sephora
Miami Beach
Stand de tiro em Miami
Último dia da viagem

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...