domingo, 26 de outubro de 2014

St. Maarten e o famoso aeroporto Princess Juliana

Oitavo dia de Viagem - Quinto dia no Cruzeiro – St. Maarten/St. Martin – A última ilha!

Novo dia, nova ilha!!! Chegamos à última ilha que está no roteiro de paradas do cruzeiro.

St. Maarten/St. Martin é uma pequena ilha, um pouco holandesa e um pouco francesa, devido à colonização. De um lado se fala francês e a moeda é o euro, e de outro lado, fala-se inglês e a moeda é o dólar. Mas lá são falados também outros idiomas. Paramos no lado inglês claro.

Essa ilha possui muitas praias, várias lojas e cassinos. E uma variedade de hotéis e locais para se hospedar.

Acordamos, tomamos café e nos aprontamos para sair do navio. Logo na saída haviam alguns músicos locais, com uma musica bem característica das ilhas do Caribe. Muito simpáticos e engraçados.

O local onde o cruzeiro ficou era tipo um porto, e não tinham muitas coisas para fazer por lá. Por isso, pegamos um táxi marítimo (com passagem de ida e volta), que nos levou até outra parte da ilha. Se fosse só por esse trajeto, já teríamos ganho o passeio, porque a ilha e o mar eram lindos demais.

Chegamos ao outro lado, e as ruas eram todas estreitas e cheias de lojinhas. Vendendo as coisas mais simplezinhas até joias, relógios e eletrônicos.

Não ficamos muito por ali, porque nossa intenção não eram as compras, mas sim passear e conhecer a ilha.

Meu marido pesquisou antes algumas coisas e pontos interessantes nas ilhas que iríamos parar, e descobriu que é nessa ilha que fica o aeroporto Princess Juliana International Airport (SXM), reconhecido como o “aeroporto de pouso mais impressionante do mundo”.

Esse aeroporto, localizado às margens de Maho Beach, proporciona vistas deslumbrantes das águas azul-turquesa e das praias de areia branca aos passageiros que chegam à ilha, enquanto os espectadores no chão têm uma visão única da baixa altitude dos aviões.

Resolvemos ir para lá. O único problema é que teríamos que praticamente atravessar a ilha toda para chegar lá... mas fomos. Pegamos um táxi e fomos curtindo a paisagem até chegar lá. Acho que deu uma meia hora mais ou menos até chegarmos. Durante todo o trajeto fomos batendo um papo legal com o taxista que era muito simpático. Inclusive nos alertou para que o retorno se desse antes das 15 horas, pois o transito piorava muito após este horário, podendo causar a perda da saída do cruzeiro.

Chegamos à praia de Maho Beach e colado nela estava o aeroporto... A praia é maravilhosa, como as outras... lá tem uma faixa de areia pequena, onde as pessoas ficam aproveitando a praia e o mar, e já ao lado tem uma rua normal, e logo, as grades do aeroporto.

Logo nos primeiros minutos a emoção começou, o primeiro avião que chegou era pequeno, mas quase desceu em cima da gente. É como as pessoas dizem mesmo “quase dá para encostar a mão no avião”.

Depois disso foi uma seqüência de pousos e decolagens por ali... Praticamente a cada 5 minutos tinha algum avião chegando ou partindo. O mais legal era quando os aviões decolavam, porque as turbinas faziam uma pressão e o vento que vinha empurrava tudo o que tinha atrás. O pessoal por lá fazia competição pra ver quem aguentava ficar mais tempo em pé. Voava tudo, areia, água, toalha de banho, brinquedos e se o avião fosse muito grande, até as pessoas rolavam por lá, hehehehe.

MUITOOO LEGAL MESMO!!! Uma experiência incrível e inesquecível, valeu muito a pena ter feito todo o trajeto até lá.

Voltamos com o táxi para o local onde tínhamos que pegar o táxi marítimo. Como estávamos bem adiantados com relação ao horário de partida do navio, paramos na praia de Philipsburg e tomamos banho de mar.

Quando voltamos ao cruzeiro, aproveitamos que estávamos com os trajes de banho e o cruzeiro ainda estava vazio, porque a maioria das pessoas estava na ilha ainda, para ir a uma das 10 jacuzzis/hidromassagem do navio. Nós escolhemos a que ficava no Solarium, suspensa com vista para o mar. A água aquecida, aqueles jatos de massagem e aquela vista com a melhor companhia que se pode ter. Não tem coisa melhor. Fechamos a tarde com chave de ouro.

Depois disso, fomos para o quarto, nos arrumamos e jantamos no restaurante principal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...