domingo, 26 de outubro de 2014

Passeio em Curitiba

Um dia desses, eu e o Ronan, cansados da rotina e precisando fugir um pouco das cobranças diárias, resolvemos viajar (e olha que fofo, o Ronan comprou as passagens e reservou o hotel de surpresa ounnn). Tive 2 dias pra me programar e fazer um roteiro delícia.

O mais gostoso é que o Ronan reservou o primeiro hotel que ficamos em Curitiba, pra um remember :) nostalgia boa. (San Juan R$ 190 a diária)

Saímos de São Paulo no ônibus da cometa (R$ 64 por passagem) às 23:15, com uma parada no graal. Chegamos lá por volta das 5h da manhã. Ficamos na rodoviária esperando amanhecer e fomos caminhando até o hotel. A rodoviária (e muita partes da cidade) está em reforma, duplicando de tamanho, por conta da copa do mundo. A cidade está cada vez mais linda.

Deixamos as mochilas no hotel e fomos procurar o lugar que eu havia encontrado na internet para tomar um café da manhã (Neuchatel). Fomos caminhando até o café, chegamos meia hora antes de abrir, sentamos alí perto e ficamos observando o movimento. Tinha uma baladinha alí perto e as pessoas começavam a sair para ir para suas casas. E tinha acabado de acontecer um acidente bem em frente ao café, se não fosse o semáforo, acho que tínhamos ficado sem nossa refeição hehe.

Abriu, fomos super bem atendidos (diferente do que as pessoas costumam falar do povo de Curitiba), mas demorou para que todos os itens do café fossem postos no buffet.

Acho q ficamos mais de 1 hora alí, comendo e esperando novas coisas gostosas hehehe.

Delicioso, recomendo (a tarde eles servem café colonial).

Voltamos e fomos em direção ao marco zero da cidade, a praça tiradentes, de onde sai o ônibus turístico. Eu, particularmente, não curto muito esses city tours, nunca faço. Mas o de Curitiba é muito legal e eu recomendo. Pagamos 29 reais por pessoa, você tem direito a 4 paradas (de 25 pontos turísticos que o ônibus passa, porém, em nem todos ele pára).

Eu já conhecia alguns pontos, então resolvi parar naqueles que eu não conhecia ou que eu gostaria de um remember hehehehe. Primeiro paramos no parque Tangua... Ahhh adoro... é liiindo... e é uma paz ai ai...

A idéia era parar na Santa Felicidade, pra almoçar num restaurante italiano... Mas a gente estava entupido do café da manhã hahahaha.. E mesmo assim, quando passamos por lá o cheiro estava tão bom e quase paramos mesmo hehehe... (Se você parar para almoçar na Santa Felicidade, tente o Velho Madalosso)

Dalí fomos passear no parque Barigui... O queridinho dos Curitibanos. Passeamos, descansamos, comemos pipoca e ficamos lá só de bobeira olhando as belezas naturais.

Depois voltamos ao ônibus.

Nossa última parada do dia foi no centro histórico, bem bonito e cheio de construções antigas. Tiramos algumas fotos e fomos passear mais um pouco a pé. Passamos no Paço da Liberdade, na universidade federal do paraná (prédio de babar).

A previsão era de chuva para o final de semana inteiro, mas pegamos um tempo frio, nublado e até um pouco de sol. Maravilhoso.

Comemos crepes na praça na universidade, e resolvemos voltar para o hotel. Nessa hora o tempo virou, escureceu e parecia que viria uma chuva daquelas. Mas ela nos esperou chegar no hotel. Perfeição.

Fizemos checkin, e fomos tomar banho e descansar no quarto do hotel. Afinal, viajar 6 horas em ônibus convencional é osso hehehe.

A noite tínhamos reserva num restaurante delícia na batel. Acordamos, nos "aprontamos" e descemos para o saguão do hotel, infelizmente a lareira estava apagada :/ hehehehe Sorte que o recepcionista do hotel, super atencioso, perguntou se a gente queria taxi. Ele nos disse que em dias de chuva é muito difícil conseguir taxi, Curitiba é carente no serviço. A gente tinha até as 20:30 para chegar no restaurante Batel Grill e conseguir a promoção SoftDrink (que dava direito ao rodizio de carne, massas, buffet de sushi, antepastos, e bebidas a vontade a 50 reais por pessoa).

O taxi que reservamos não chegava, a chuva parou então resolvemos sair procurando taxi na rua. Fomos ignorados por 3498723 taxistas e só conseguimos um taxi em frente ao shopping Estação.

Ah, sobre o problema com a falta de taxi, o taxista nos informou que, depois de muita luta, eles conseguiram mais 750 taxis pra cidade (que devem entrar em operação até o ano que vem), tudo para melhorar a cidade e desafogar os taxis na copa. E ufa, chegamos a tempo ao restaurante.

E gente, esse jantar merecia um post especial. Porque foi um evento a parte.

Pensa num restaurante top! Eu não como carne, mas o Ronan disse que são todas espetaculares. Os antepastos são infinitos e deliciosos. Mas gente, as massas... Ai ai... Só de pensar escorre uma lágrima... O que era aquilo? Festival de comida boa! E eu preciso dar os parabéns para quem faz o nhoque frito ao molho alfredo. Parabéns...

A comida mais gostosa que já comi.

Saímos de lá rolando, obviamente. Comi todo o nhoque que pude. E tomei jarras e mais jarras de suco de laranja. Atendimento incrível. Muito bem pago. Recomendo e volto com certeza.

Hora de voltar pro hotel e tentar dormir, não foi tarefa fácil já que comemos demais e o estômago doía hahaha.

Já no domingo, aproveitamos para descansar no hotel, tomar um café delicioso e esperar a chuva passar. As 11 horas fizemos checkout e a chuva já tinha parado.

A gente acabou deixando passar, mas teria sido uma ótima idéia fazer o passeio de trem até paranaguá. Fica pra próxima. http://serraverdeexpress.com.br/serra/tarifas

Como tinha sobrado ingresso do ônibus turístico, pegamos ele e fomos até o jardim botânico passear.

Que delicia, que paz. Passeamos... tiramos fotos... ficamos sentados de bobeira. E pegamos o ônibus novamente. Passamos por todo os percursos e descemos no shopping estação (museu ferroviário) onde almoçamos, pegamos um cineminha e fomos para a rodoviária.

Enquanto a gente esperava o ônibus para voltar pra Sampa, passou dois gringos, falando uma língua parecida com alemão. Ví que estavam meio confusos e perdidos. Mas minha vergonha me impedia de ajuda-los. O Ronan ficou me incomodando para que eu fosse até eles e treinasse meu inglês hehehe.

Estava chegando a hora do ônibus e eu estava frustrada por não ter coragem de ir falar com eles. Mas o Ronan me encorajou e eu fui! E foi muito legal, meu inglês (que é tipicamente de índio) não falhou e eu pude me comunicar perfeitamente. Ajudei eles a preencher o formulário da passagem e até elogiaram meu inglês... hahahaha Fiquei muito feliz e realizada... Que venha a copa... Vou sair falando com todo mundo hahahaha. A propósito, os dois caras eram dinamarqueses.

Muito obrigada por me ajudar amorzinho da Leidy ^^ sem sua coragem eu não tinha conseguido hehehehe.

E assim terminou mais uma viagem maravilhosa.

Agora fiquem com algumas fotos:














Um beijo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...