sábado, 13 de setembro de 2014

Colônia, Koblenz, Frankfurt e mais da Alemanha

O que fazer em 1 dia na Alemanha:

- Conheça a cidade de Colônia
- Veja onde ficam os restos mortais dos reis magos
- Conheça a cidade de Koblenz e o rio Reno
- Termine em Frankfurt
- Conheça a praça Römer (Römeberg) 

Diário de bordo

Primeiro dia na Alemanha:


Dia de acordar cedo, pois iremos pegar a estrada ruma à Alemanha. Dessa vez todo mundo foi muito pontual e as 7:30 o pessoal já estava tomando o a café.

Uma coisa que notei nos países baixos é que o café é mil vezes melhor que na Inglaterra, mas eu digo no sentido geral, café bom, fruta com gosto de fruta dentre outras coisinhas.

Durante o café acabei fazendo um pequeno estoque de lanchinho na mala, peguei umas frutinhas e bolachinhas para comer no ônibus.

Neste primeiro momento não há muito que falar uma vez que por mais ou menos 4 horas estaremos na estrada só apreciando paisagens. Uma coisa que achei muito interessante e que eu não sabia, é que as rodovias da Europa não existem um limite de velocidade definido, as pessoas dirigem na velocidade que quiserem e olha que tendo toda essa liberdade os casos de acidente são bem raros.

Outra curiosidade que eu não sabia é que um dos precursores da construção das rodovias foi Adolf Hitler. Na época a Alemanha passava por uma grave crise financeira, e quando Hitler entrou no poder, ele prometeu que acabaria com o desemprego e consequentemente com a pobreza. 

O que ele fez para isso foi criar um cenário onde os trabalhadores iriam construir rodovias e por consequência iria empregar muitas pessoas, porém, a verdade é que com essas rodovias era uma estratégia para invadir outros países e absolutamente ninguém tinha consciência disso, apenas Hitler. Quando a guerra teve inicio, adivinhem o que eles utilizaram para invadir vilarejos e demais países? Sim, as rodovias construídas pelos trabalhadores alemães.

Depois de algumas horas de viagem, chegamos a cidade de Colônia. Essa visita muito breve, cerca de uma hora. Esse tempo foi reservado apenas para conhecer a catedral de Colônia onde estão os restos mortais dos reis magos, deu tempo de comprar uma bota porque eu já estava pirando pelo fato de não ter encontrado e um docinho para enganar o estômago.

Conseguimos entrar na Catedral onde reza a lenda que o senhor das trevas fez o desenho da construção, mas, francamente eu achei muito sem graça. Primeiro, uma multidão aglomerada sem qualquer tipo de organização e na parte interior da catedral eu não vi nada de magnífico. Uma coisa importante, tem horário pré-definido para a visitação dos restos mortais dos magos, na hora que chegou nossa vez de entrar fomos barrados devido ao fato de o tempo ter se esgotado.

Feito isso, painho, mainha e eu fomos dar uma espiada na loja da Louis Vuitton, coisas carézimas, mas um dia vou conseguir comprar uma carteira da marca ahah.

No meio do caminho achamos uma loja de sapatos, e achei finalmente achei uma loja cheia de botas, todos os tipos, cores, altura e tudo por um precinho súper em conta, mas convenhamos, não tinha grife alguma esses sapatos. Bom, de qualquer maneira eu não perdi a oportunidade de comprar uma bota por 26 euros. Com o tempo esgotado voltamos para o ônibus para seguir viagem. A próxima parada será em Koblenz para um passeio pelo Rio Reno.

A cidade de Koblenz é maravilhosa, pitoresca, muito bem cuidada, uma cidade que qualquer um que visite fica apaixonado. Tivemos a oportunidade de vermos primeiros indícios de neve e pra quem nunca viu isso é um grande acontecimento.

Nos topos das montanhas tem vários castelos e alguns deles hoje servem como hotel. Entramos no barco e tivemos meia hora de passeio, é maravilhoso e é possível notar também como o rio é ‘furioso’. Existe lenda que nesse rio existia uma sereia e todos os navegadores que tentavam encontrar essa sereia acabavam sofrendo com naufrágios. Em um determinado ponto do rio é possível ver uma estátua de uma sereia chamada Lorelai.

A apenas para constar esse passeio de barco já estava incluso no pacote. Após a finalização do passeio, nós paramos alguns minutinhos para tirarmos algumas fotos com o grupo, já que dentro de um dia o grupo iria se separar.

Pegamos novamente a estrada para irmos à Frankfurt. Chegando em Frankfurt paramos no ponto turístico mais badalado, a praça Römer (Römeberg) . Quando chegamos estava acontecendo um festival de Natal, com muitas barraquinhas de doce, bebida. Pense num lugar lotado, e multiplique por 3. Estava muito cheio de gente, não dava nem vontade de ficar naquele lugar. 

A guia até falou ‘cuidado porque vocês podem se perder no meio dessa multidão’. Não deu outra, quando chegou a hora de irmos embora, uma de nossas colegas de perdeu. Esperamos por 30 minutos até que a bendita acha o ônibus. Ela até falou ‘ah porque vocês não me deixaram aqui? Eu ia pro Hotel depois’, bem, convenhamos, ela nem sabia qual seria o hotel que ficaria hospedado. 

Seguimos em direção ao hotel, o Novotel de Frankfurt que fica localizado num bairro ontem possuem vários bancos, então imagine, não tinha absolutamente nada pra ver além de bancos.

Chegando no hotel, o pessoal combinou de se encontrar no restaurante para bebermos o vinho que havíamos comprado na Holanda. Foi muito divertido, também né, o pessoal já estava com vinho até o pescoço.

A única coisa desagradável foi uma garçonete muito mal humorada. Eu estava comendo pão com manteiga e ela perguntou ‘você vai querer alguma coisa do menu?’, e eu respondi ‘não, não estou com muita fome’, e ela retrucou ‘se você não está com muita fome porque está comendo pão?’, pelo amor de Deus, desde quando eu tenho que dar satisfação pra uma funcionária? Tirando isso, foi uma noite muito agradável, o pessoal que iria embora se despediu, ou porque eles iriam seguir viagem, ou porque voltariam para o Brasil.

Despesas:
- Bomboms: 15 euros
- Bota de couro: 26 euros

Um beijo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...